Artigos

Leia os nossos artigos sobre educação financeira e dicas para a sua empresa adquirir capital de giro!

Blog do site Capitaldegiro.net.br

Leia os artigos sobre capitaldegiro.net.br através do nosso blog

Fórum Header

Tire já suas dúvidas!

O Fórum é um serviço gratuito para você tirar dúvidas e também compartilhar o seu conhecimento sobre qualquer assunto relacionado neste site. Aqui você pode fazer a sua pergunta e que será respondida por especialistas na área de educação e por outros usuários.

Para fazer uma pergunta, clique no botão "Pergunte!" ao lado.

  • Em seguida, faça o seu cadastro gratuitamente e receba informações atualizadas sobre suas dúvidas através do seu e-mail
  • Tire já suas dúvidas!
Diretório
O nosso diretório apresenta alguns dos principais bancos e instituições financeiras que oferecem capital de giro para o seu negócio.
Avaliações

Esta seção do site SeguroAuto possui artigos sobre vários modelos de carros e marcas do Brasil. Aqui você também receberá dicas elaboradas pelo maiores blogueiros de sites automotivos do país.

Tenha uma ótima leitura!

August 7 2014

Regina Di Ciommo

Utilizando o conceito de mercado futuro em seu dia a dia

Imagine que você está viajando para Miami e pretende fazer muitas compras por lá, mas as oscilações recentes do dólar vêm te deixando bastante preocupado. De repente, você pode ser ‘sorteado’ pelo azar e no dia do vencimento do seu cartão de crédito a moeda americana pode subir com força. O que fazer para se proteger diante dessa incerteza?

Uma das alternativas é comprar um contrato de dólar futuro para que, caso a cotação da moeda americana confirme uma valorização substancial no período de sua viagem e do fechamento das transações financeiras relacionadas com o passeio, você possa atenuar o excesso de gastos com o rendimento obtido mediante a negociação do dólar no segmento futuro da Bm&f Bovespa.

Pondo em termos práticos: você viajou para Miami e gastou nos 10 dias de viagem o equivalente a 10000 dólares no cartão de crédito. Seu gasto é, em tese, de 20000 reais, considerando um câmbio de 2 para 1 do real contra a moeda americana. Mas o que determinará o total de gastos será a cotação de ambas as moedas na data do vencimento do cartão. Portanto, o risco de gastos bem maiores do que o esperado é significativo.

Assim, para se proteger de uma eventual valorização da moeda americana você decide comprar um contrato de dólar futuro no mesmo valor das compras efetuadas em Miami, ou seja, de 20000 reais. Digamos que entre o período das compras e a data de vencimento do cartão, a moeda americana tenha se valorizado 10%. Logo, suas dívidas passarão de 20000 para 22000 reais. Mas, essa valorização será compensada em grande parte com o lucro obtido negociando no segmento futuro.

O que acontecerá: os 2000 reais excedentes que você pagará em seu cartão de crédito na data do vencimento – considerando que do período das compras até a data do débito houve uma apreciação de 10% da moeda americana – serão compensados em boa parte com os rendimentos auferidos no contrato futuro de dólar.

Vale salientar que o segmento futuro que negocia tais contratos não reflete exatamente a variação da moeda americana em relação ao real, sendo tais operações baseadas na expectativa do investidor quanto à performance do dólar frente à moeda brasileira. Em uma data limite conhecida como vencimento, os negociadores são obrigados a encerrar suas posições.

O inverso também pode ocorrer. Você está preocupado com a valorização do dólar frente ao real e compra um contrato de dólar futuro para se proteger de oscilações bruscas. Seus gastos no ato da compra totalizam 20000 reais, mas na data do vencimento do cartão a moeda americana se desvaloriza 10% e você só terá que pagar 18000 reais. Porém, como você negociou no segmento futuro terá que arcar com prejuízo de cerca de 10% relacionado com a desvalorização do contrato adquirido.

No final das contas, a queda inesperada reduziu seus gastos no vencimento do cartão, mas como você terá que arcar com perdas de cerca de 10% referentes ao contrato de dólar futuro adquirido, o resultado final das operações é bem próximo ao valor do dispêndio caso a operadora do cartão de crédito debitasse suas compras levando em conta a cotação da moeda americana versus o real no dia das compras.

As conclusões são simples: caso o dólar dispare, o contrato de dólar futuro atenuará substancialmente os gastos maiores resultantes das compras; em caso de queda da moeda americana, mesmo com as perdas no segmento futuro, o resultado final das operações será bem próximo ao valor despendido com as aquisições nas lojas de Miami, considerando a relação entre o dólar e a moeda brasileira no período das idas aos shoppings.

Por fim, caso a moeda americana pouco oscile entre a data de compra e o dia do vencimento do cartão, o contrato negociado pouco influenciará no resultado final das operações, tendo o investidor que arcar meramente com os custos operacionais.

Artur Salles Lisboa de Oliveira.


Discussão

Sem comentários. Seja o primeiro a responder!

Postar um comentário

Os comentários estão encerrados.